Notícias

Estas empresas tiveram maiores resultados implementando ambientes digitais

Estas empresas tiveram maiores resultados implementando ambientes digitais

11 minutos De nada adianta ter parede colorida, pufes e mesa de pingue-pongue quando os funcionários não possuem ferramentas para atuar de maneira ágil e integrada. Se o ambiente é moderno no físico mas obsoleto no digital, a produtividade fica comprometida. E os RHs sabem disso. Segundo uma pesquisa recente da consultoria Deloitte, a Global Human Capital Trends, feita com 9 453 líderes ao redor do mundo, 63% dos executivos da área de pessoas afirmaram ser necessário repensar a experiência online dos funcionários. De acordo Continue lendo

Este CEO acredita que os próximos líderes sairão do RH

Este CEO acredita que os próximos líderes sairão do RH

6 minutos Trabalhar em uma empresa que tem na gestão de pes­soas um de seus pilares é meu desafio e minha vantagem.” É assim que Eduardo Machiori, CEO da Mercer no Brasil, define seu trabalho à frente de uma das maiores consultorias do mundo. Completando um ano e meio no cargo, Eduardo chegou à cadeira de presidente depois de passar cinco anos no comando da Marsh, divisão de benefícios do Grupo Marsh & McLennan Companies. Durante o período, além de dobrar de tamanho, a unidade Continue lendo

Conheça por dentro a empresa detentora das marcas Veja, Vanish e Naldecon

Conheça por dentro a empresa detentora das marcas Veja, Vanish e Naldecon

1 minuto Em um espaço de 4 470 metros quadrados, dividido em dois andares de um prédio na Vila Olímpia, a Reckitt Benckiser, empresa detentora de marcas como Veja, Vanish, Sustagen e Naldecon, inaugurou seu pri­meiro escritório comercial. Com centros de distribuição nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, o grupo não tinha um escritório administrativo centralizado e mantinha as equipes de mar­keting, comercial e recursos humanos divididas entre as unida­des de logística. No novo ambiente, os funcionários contam com três opções Continue lendo

Empresas colocam executivos no chão de fábrica e faturam mais

Empresas colocam executivos no chão de fábrica e faturam mais

7 minutos Sentado numa banqueta na fábrica da Piticas, rede especializada em produzir peças de roupa voltadas para a cultura pop e ­geek, Felipe Rossetti testava a qualidade das camisetas que seriam vendidas nas 350 lojas da marca. Sua função era simples, mas repetitiva: puxar o tecido de um lado para o outro. Depois de apenas 20 minutos fazendo isso, seus braços ficaram doloridos. O cansaço levou Felipe, que é sócio-fundador da companhia, a perceber que existia um ponto de melhoria na operação: era Continue lendo

Novo diretor da Nokia quer transformar o RH em setor estratégico

Novo diretor da Nokia quer transformar o RH em setor estratégico

3 minutos Quando foi fundada em 1865, a finlandesa Nokia operava bem longe do setor de comunicações, que a tornaria mundialmente famosa. A companhia começou como uma fábrica de papéis. Em sua história centenária, já produziu borracha, cabos elétricos e capacitores antes de entrar no ramo de telefonia e telecomunicações. Entre os anos 80 e 2000, a Nokia liderava com folga o mercado de celulares e lançava aparelhos que se tornaram icônicos — quem não se lembra do jogo da cobrinha? No entanto, com Continue lendo

A  regulamentação da atividade de coaching pode acabar com os picaretas?

A regulamentação da atividade de coaching pode acabar com os picaretas?

6 minutos Enquanto você lê este texto, é bem possível que alguém decida se tornar um coach. O cenário é reflexo da junção de dois fatores: o desemprego, que fez com que muitas pessoas procurassem trabalho fora de sua área de atuação, e a busca crescente de muitos por mais qualidade de vida e mais desempenho na carreira. “Há uma demanda grande por desenvolvimento e reflexão. As pessoas precisam de apoio e isso gera mais mercado”, diz Rafael Souto, presidente da Produtive, consultoria de Continue lendo

Explosão de assédio sexual no setor jurídico e mais pesquisas de carreira

Explosão de assédio sexual no setor jurídico e mais pesquisas de carreira

1 minuto São Paulo – Confira as principais notas sobre o que está acontecendo nas empresas por todo o Brasil, publicadas na revista VOCÊ RH de junho.   1. Casos de bullying e assédio sexual explodem no setor jurídico São altos os índices de bullying e assédio sexual no setor jurídico. um estudo global realizado pela The International Bar Association (Associação Internacional de Profissionais de Direito), com 6 980 juristas de 135 países, concluiu que 30% dos empregados que atuam na área já sofreram assédio sexual Continue lendo

5 papéis que transformam o profissional de RH num executivo indispensável

5 papéis que transformam o profissional de RH num executivo indispensável

18 minutos As transformações pelas quais o mundo do trabalho está passando influenciam todas as pessoas — desde as mais operacionais até as estratégicas. Tanto que, de acordo com um estudo encomendado pela Dell Tech­nologies para o Institute for the Future, até 2030, 85% das ocupações serão novas. E quem está na área de recursos humanos não fica de fora desse turbilhão. Pelo contrário. Sente com ainda mais profundidade as mudanças que estão ocorrendo. Não é à toa. O RH é um dos grandes Continue lendo

Como montar um time de RH metade humano, metade robô

Como montar um time de RH metade humano, metade robô

9 minutos Em 11 de maio de 1997, em Nova York, o computador Deep Blue, da IBM, venceu o sexto e último jogo de xadrez contra Garry Kasparov, na ocasião o melhor enxadrista do mundo. Foram duas vitórias para Deep Blue, uma para Kasparov e três empates. Depois do sexto jogo, um Kasparov ainda agitado disse à imprensa que não era apenas ele quem havia perdido — mas toda a humanidade. Passada uma década, Kasparov tornou-se o maior defensor de uma mudança radical nas Continue lendo

Este é o segredo para ter uma equipe eficiente e engajada

Este é o segredo para ter uma equipe eficiente e engajada

9 minutos Em 2013, o Google começou a pesquisar o que, afinal, faz uma equipe ser eficiente. A empresa estudou todas as combinações de times possíveis, passando por variações demográficas, étnicas, de gênero e de performance. Depois de anos de estudo, concluiu que não importava se a equipe estava no mesmo lugar, nem o grau de extroversão, nem os resultados individuais, nem o tamanho do time. O que influenciava de verdade era a equipe ter propósito, clareza nos papéis de cada um, responsabilidade e Continue lendo